.

Últimas notícias de João Pessoa e todo o estado da PB. Acompanhe informações de trânsito, tempo, agenda cultural, telejornais e coberturas especiais da TV Cabo Branco e TV Paraíba

  1. Campanha desta quinta-feira (21) segue imunizando com a dose de reforço os idosos com 60 anos ou mais, além dos profissionais de saúde e dos imunossuprimidos. João Pessoa vacina jovens a partir de 12 anos com comorbidades e gestantes nesta quarta-feira (25) Secom-JP/Divulgação A campanha de vacinação contra a Covid-19 segue nesta quinta (20), em João Pessoa, imunizando adolescentes com 12 anos ou mais sem comorbidades. Também seguirão sendo vacinados com a primeira dose os adolescentes de 12 aos 17 anos com comorbidades, deficiência permanente ou gestantes e puérperas da mesma faixa etária. Já a dose de reforço é aplicada em quem tem mais de 60 anos e profissionais da saúde, que receberam a aplicação da segunda dose ou dose única há 180 dias. Os imunossuprimidos também estão recebendo a dose de reforço, mas para esse público o intervalo entre a última dose pode ser de 28 dias. João Pessoa também seguirá aplicando a segunda dose nas pessoas que receberam a primeira da CoronaVac há 28 dias e da AstraZeneca e da Pfizer há 90 dias. O agendamento será necessário para quem vai tomar primeira dose, seja qual for o grupo, e para quem vai receber a segunda dose da AstraZeneca. Para os públicos que necessitem de agendamento, o processo estará disponível a partir das 19h desta quarta-feira (20), através do aplicativo Vacina João Pessoa ou do site da Prefeitura. Com isso, o cidadão assegura ser vacinado no local indicado. Quem tiver alguma dúvida pode mandar e-mail para vacinajp@gmail.com ou ligar 98600-4815 (8h às 17h). Nos ginásios, a população poderá ser imunizada das 8h às 12h. Já nos postos do tipo drive-thru, o horário será das 9h às 15h. Vacinação contra a Covid-19n em João Pessoa nesta quinta-feira (21): Primeira dose (com agendamento) 12 a 17 anos com comorbidade 12 a 17 anos com deficiência permanente, gestantes e puérperas e sem comorbidade Segunda dose Pfizer Dose de reforço Imunossuprimidos (após 28 dias da 2ª dose ou dose única) Idosos a partir de 60 anos e trabalhadores de saúde (após 180 dias da 2ª dose ou dose única) Ginásios – 8h às 12h Escola Professor Oscar de Castro (Cruz das Armas) Escola Cantalice Leite Magalhães (Bairro das Indústrias) Escola Fenelon Câmara (Geisel) Escola Raimundo Nonato Batista (Colinas do Sul) Escola Dom Helder Câmara (Valentina) Ginásio Ivan Cantisani (Tambiá) Lyceu Paraibano (Centro) Escola Olívio Ribeiro Campos (Bancários) Drive-thru– 9h às 15h UFPB, acesso pelo HU (Castelo Branco) Santuário Mãe Rainha (Aeroclube) Primeira dose Pessoas a partir de 18 anos sem comorbidade Segunda dose CoronaVac Ginásios– 8h às 12h Escola Durmeval Trigueiro (Rangel) IFPB (Jaguaribe) Escola Leonel Brizola (Tambauzinho) Drive-thru– 9h às 15h Mangabeira Shopping (também para pedestres) Segunda dose (com agendamento) AstraZeneca Ginásios – 8h às 12h Escola Papa Paulo VI (Cruz das Armas) Centro Cultural Tenente Lucena (Mangabeira) Escola Seráfico da Nóbrega (Manaíra) Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba Para os públicos que necessitem de agendamento, o processo estará disponível a partir das 19h desta quarta-feira (20), através do aplicativo Vacina João Pessoa ou do site a. Com isso, o cidadão assegura ser vacinado no local indicado, com agilidade e todos os cuidados sanitários necessários.

  2. Paraíba tem 444.184 casos confirmados e 9.380 mortes por coronavírus. São 212 casos e cinco mortes confirmadas no boletim desta quarta-feira (20). Casos de coronavírus na Paraíba em 19 de outubro de 2021 Divulgação/Secom-JP João Pessoa A Paraíba tem 444.184 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta quarta-feira (20). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 9.380 no estado desde o início da pandemia. São 212 novos casos e cinco mortes na última atualização. Todos os 223 municípios paraibanos registraram casos da doença e 222 cidades registraram mortes. Veja em que estados as mortes por Covid-19 estão subindo, em estabilidade ou em queda Das cinco mortes desta nova atualização, duas aconteceram nas últimas 24 horas. As mortes confirmadas neste boletim ocorreram em Areia de Baraúnas (2), Barra de Santana (1), Caaporã (1) e João Pessoa (1). As vítimas são quatro homens e uma, com idades entre 36 e 95 anos. A cardiopatia foi a comorbidade mais comum entre eles. A ocupação total de leitos de UTI na Paraíba é de 22%. Em João Pessoa, o percentual é de 27%. Em Campina Grande, 18% dos leitos estão ocupados. Já a ocupação no Sertão é de 28%. Foi registrado no sistema de informação SI-PNI, a aplicação de a aplicação de 4.682.311 doses. Até o momento, 2.939.980 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 1.684.230 completaram os esquemas vacinais Boletim do coronavírus na Paraíba 444.184 casos 9.380 mortes 223 cidades com casos confirmados 222 cidades com mortes registradas Casos e mortes confirmadas de Covid-19 na Paraíba Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

  3. Segundo a direção da unidade, estão sendo recebidas apenas demandas de urgência internas, ou seja, de pacientes encaminhados por outros hospitais. Hospital Municipal Pedro I, em Campina Grande Reprodução/TV Paraíba O Hospital Municipal Pedro I, referência no atendimento contra a Covid-19 em Campina Grande, começou a receber pacientes vindos de outras unidades de saúde, devido à baixa quantidade de pessoas acometidas pelo novo coronavírus. Segundo o diretor do hospital, Tito Lívio, pacientes do Hospital de Trauma começaram a ser recebidos no Pedro I nesta quarta-feira (20). A direção da unidade informou que dos 160 leitos disponíveis, pouco mais de 30 estão ocupados, sendo 9 de enfermaria e 22 de UTI. Dessa forma, o hospital realocou todos os pacientes com Covid-19 para um anexo, onde funcionava o Hospital de Campanha, e segue atendendo outras patologias nas demais alas. Apesar do "esvaziamento", no entanto, o Pedro I está recebendo apenas demandas internas, ou seja, de pacientes encaminhados por outros hospitais. A unidade se prepara para, no próximo mês, começar a receber pacientes por demanda espontânea, em uma recepção diferente da que atende pacientes com coronavírus, para prevenir possíveis contágios. "Começamos a receber pacientes do Hospital de Trauma hoje, mas há cerca de três semanas estamos recebendo demandas de outras unidades, como da UPA e do Dr. Edgley. Não podemos ficar com leitos vazios enquanto outros hospitais estão com alta demanda de atendimento de urgência", explicou o diretor do Pedro I, Tito Lívio. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), Campina Grande tem até o último boletim epidemiológico uma ocupação de 17% dos leitos de UTI - a menor ocupação entre as demais regiões do estado da Paraíba. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

  4. Também haverá aplicação de primeiras doses para adultos, segundas doses e doses de reforço. Aplicação da vacina contra a Covid-19, em Campina Grande Foto: Codecom/Saúde CG A campanha de vacinação contra a Covid-19 segue acontecendo nesta quinta-feira (21), em Campina Grande. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, serão aplicadas a primeira e a segunda doses e doses de reforço em vários pontos fixos (veja locais e horários mais abaixo). Agendamento para vacinação Para ter acesso à vacinação, é preciso realizar um agendamento no site ou no aplicativo Vacina Campina. O agendamento costuma ser aberto na noite da data anterior à vacinação. No momento da imunização, é preciso apresentar documento oficial com foto e comprovante de agendamento. Vacinação contra Covid-19 em Campina Grande nesta quarta (20) Primeira dose – adolescentes com 12 anos ou mais 9h às 12h: UBS Catolé de Zé Ferreira UBS Maria de Lourdes Leôncio – Novo Cruzeiro UBS Benjamim B. da Silva – Acácio Figueiredo Centro de Saúde Francisco Pinto Centro de Saúde de São José da Mata Unifacisa 14h às 17h: UBS Antônio Virgílio Brasileiro – Aluízio Campos UBS Dra. Ana Cantalice – Major Veneziano UBS Hindemburgo Nunes – Ramadinha UBS Adriana Bezerra – Santa Rosa UBS Galante Unifacisa Parque do Povo Segundas doses Coronavac - 9h às 12h: Centro de Saúde da Palmeira Centro de Saúde da Liberdade Centro de Saúde de São José da Mata Centro de Saúde da Bela Vista Policlínica das Malvinas 14h às 17h: Policlínica das Malvinas UBS Galante Pfizer - 9h às 12h: Parque do Povo Unifacisa ISEA - gestantes e puérperas 14h às 17h: Centro de Saúde do Catolé Centro de Saúde Francisco Pinto Terceira dose – idosos com 68 anos ou mais que tomaram a D2 até o dia 21/04/2021 09h às 12h: Parque do Povo Centro de Saúde do Catolé 14h às 17h: Centro de Saúde do Catolé Centro de Saúde Francisco Pinto Terceira dose – Trabalhadores de Saúde que tomaram a segunda dose até o dia 21/04/2021 09h às 12h: Unifacisa Primeira dose – 18 anos ou mais sem comorbidades 14h às 17h: Parque do Povo Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

  5. Ruan Ferreira de Oliveira está foragido há mais de 40 dias, e a defesa argumenta que ele sofre risco de vida. A prisão preventiva foi decretada no dia seguinte à colisão, e desde então Ruan Ferreira está foragido. Divulgação/ Redes sociais A Justiça da Paraíba negou, através da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, o pedido de revogação de prisão preventiva feito pela defesa de Ruan Ferreira de Oliveira. O empresário é suspeito de matar o motoboy Kelton Marques, atingido por um carro em alta velocidade no dia 11 de setembro deste ano, em João Pessoa. A prisão preventiva foi decretada no dia seguinte à colisão, e desde então Ruan Ferreira está foragido. No pedido de revogação a defesa alegou que o empresário tem condições jurídicas para responder em liberdade, como o fato de ser réu primário, ter emprego e endereço fixos. Os advogados de defesa acrescentaram, ainda, argumentos relacionados a um suposto risco de retaliações que Ruan estaria sofrendo por causa da repercussão do caso, e afirmam que o suspeito recebeu ameaças de morte. A decisão da Justiça alega, no entanto, que os argumentos da defesa não são suficientes para revogação da custódia, e destacou que a ultrapassagem registrou um comportamento perigoso por parte do suspeito, e que, caso em liberdade, poderia colocar inocentes em risco. Procurada pelo g1, a defesa do empresário Ruan Ferreira de Oliveira disse que ainda não tinha tido acesso a decisão e que, só após leitura dos argumentos da Justiça, comentaria as recentes movimentações do caso. Veja momento em que carro bate em motoqueiro a 163km/h em João Pessoa Entenda o caso O entregador Kelton Marques morreu após ser atingido por um carro em alta velocidade, no Retão de Manaíra. Moradores da região afirmaram que a colisão aconteceu por volta das 4 horas da manhã. A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas quando chegou a vítima já estava sem vida. Kelton Marques tinha 33 anos, duas filhas e morava em Santa Rita. Ele trabalhava em um restaurante que atendia nas madrugadas, e na hora do acidente já tinha terminado as entregas do dia e voltava para casa. Com o impacto, a vítima chegou a ser arremessada e a motocicleta teve destruição total. O carro ficou parcialmente destruído. De acordo com o delegado do caso, Luiz Eduardo, latas de cerveja e substâncias entorpecentes estavam espalhadas pelo carro do motorista. Imagens do carro do motorista foram divulgadas à imprensa, onde foi possível perceber que além de estar a 163 km/h, o sinal vermelho foi ultrapassado. De acordo com informações da equipe dos Bombeiros, o motorista não chegou a ser socorrido pois fugiu do local, sem prestar socorro. Ele ainda não foi localizado pela polícia. O acidente aconteceu no sentido que vai para a Orla da capital, quando o condutor do carro passava pela Flávio Ribeiro e o motociclista cruzava pela Mirian Barreto. A força do impacto chegou a derrubar o muro de um residencial que fica no local.
  6. Homem chegou armado ao local e rendeu o funcionário que estava no momento, segundo a Polícia Militar. Suspeito assalta loja e leva oito celulares no bairro dos Bancários, em João Pessoa Uma loja localizada em um shopping no bairro dos Bancários, na zona Sul de João Pessoa, foi assaltada no fim da tarde da terça-feira (19). Veja as imagens da ação no vídeo acima. De acordo com a Polícia Militar, um homem chegou armado ao local, rendeu um funcionário e levou oito celulares. O funcionário da loja relatou que o homem fugiu de carro no sentido Mangabeira, mas não soube especificar o modelo do veículo usado na fuga. As câmeras de segurança do estabelecimento registraram o assalto e a polícia investiga o caso. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

  7. Projeto de Lei segue para apreciação do governador João Azevêdo. UFPB já aprovou medida semelhante. ALPB aprova bonificação de 10% em nota do Enem para estudantes ingressarem na UEPB Reprodução/TV Paraíba/Arquivo O projeto que garante a oferta de bonificação de 10% na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), para ingresso na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), foi aprovado pela Assembleia Legislativa na Paraíba (ALPB), nesta quarta-feira (20). UFPB aprova bonificação para ingresso de estudantes que completaram ensino médio em escolas da Paraíba Conforme o texto aprovado, a bonificação será destinada para estudantes das redes pública e privada de ensino da Paraíba. Para ter acesso ao benefício, os estudantes devem comprovar que moram na Paraíba e que cursaram o ensino médio em instituições localizadas no estado. “Essa medida tem a intenção de aumentar as chances de que os paraibanos e as paraibanas tenham acesso à instituição no seu Estado, fortalecendo-se o direito à educação e o desenvolvimento regional, sem retirar a possibilidade de que os demais estudantes possam participar do processo seletivo”, justificou Adriano Galdino. O Projeto de Lei 3.211/2021, de autoria do deputado Adriano Galdino (PSB) foi aprovado em uma sessão híbrida. Agora, a proposta segue para apreciação do governado João Azevêdo (Cidadania). Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

  8. Iniciativa vai distribuir 150 fichas diárias, das 8h às 16h, para atualização de cadastro e encaminhamento para vagas disponíveis. Mutirão da Empregabilidade: Sine oferta renovação de cadastro e encaminha para vagas, em Campina Grande Divulgação Nesta quinta (21) e sexta-feira (22) acontece o Mutirão da Empregabilidade, em Campina Grande. A iniciativa do Sine Paraíba vai distribuir 150 fichas diárias, das 8h às 16h, para atualização de cadastro e encaminhamento para vagas disponíveis. De acordo com o Sine, os atendimentos devem obedecer a ordem de chegada. Os profissionais vão atualizar o cadastro dos trabalhadores no banco de dados do Sine, e encaminhá-los para as vagas. Os atendimentos serão realizados exclusivamente no Sine Catolé, na Rua Raimundo Nonato de Araújo s/n, que fica ao lado da Central de Polícia. Na Casa da Cidadania, o atendimento permanece acontece mediante agendamento, através do telefone (83) 99334-9537. Uma empresa do ramo de supermercado vai disponibilizar 180 vagas para contratação imediata, por meio de uma parceria com o Sine PB. É necessário ter experiência comprovada e possuir escolaridade exigida. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

  9. Produto traz adesivo com identificação de corte mais caro, mas por baixo traz o nome do verdadeiro corte, que é mais barato. Merendeiras denunciam adulteração em carnes em escolas municipais de Campina Grande Reprodução/TV Paraíba Merendeiras de escolas municipais de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, identificaram sinais de adulteração em embalagens de carnes fornecidas para alimentação dos estudantes. Elas informaram que perceberam a irregularidade após fazer uma análise mais cuidadosa nas embalagens. A Secretaria de Educação disse que vai investigar o caso. Em vídeos, é possível ver o momento em que as merendeiras retiram uma etiqueta que está por cima da embalagem da carne, com o nome "lombo bovino" e por baixo tem o nome do verdadeiro corte da carne, que é "músculo dianteiro bovino". Merendeiras denunciam compra de carne de forma irregular em escola O problema é que o "lombo bovino" é um corte mais caro, considerado uma carne de primeira. Já o "músculo dianteiro bovino" é uma carne mais barata. Dessa forma, a Secretaria de Educação estaria pagando pelo corte mais caro da carne, e as escolas recebendo uma peça de qualidade inferior Aulas presenciais são retomadas em escolas públicas de Campina Grande As aulas das escolas municipais voltaram, em Campina Grande, no modelo híbrido no dia 20 de setembro deste ano,. Educação cobra esclarecimentos de fornecedora A Secretaria de Educação de Campina Grande disse que recebeu, nesta terça-feira (19), informações sobre a possível alteração da etiqueta na embalagem das carnes entregues às unidades de ensino. Informou também que fez a notificação à empresa fornecedora dos gêneros alimentícios, que não teve o nome divulgado, para esclarecimentos sobre os fatos relatados, no prazo máximo de 24 horas. A Educação ressaltou ainda que fez contato com todas as unidades da rede municipal de ensino, no sentido de identificar toda a extensão dos fatos e averiguar se efetivamente a suposta irregularidade trata-se de um caso isolado ou de uma ação sistemática. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

  10. Foram ouvidas todas as testemunhas de acusação e algumas da defesa. Corpo de Gefferson Moura, de 32 anos, foi deixado em hospital por homens que se identificaram como policiais em Sergipe TV Paraíba/Reprodução A primeira audiência judicial do caso do empresário Geffeson Moura, morto durante uma abordagem de policiais sergipanos na Paraíba, ocorreu nesta terça-feira (19) de forma virtual. Foram ouvidas todas as testemunhas de acusação e algumas da defesa. Por causa da quantidade de testemunhas, a audiência foi remarcada para 10 de novembro. De acordo com a defesa, um habeas corpus para os réus, que permanecem presos preventivamente, foi pedido ao Superior Tribunal de Justiça. São réus na ação o delegado Osvaldo Resende Neto; o policial civil José Alonso Santana; e o policial militar Gilvan Moraes de Oliveira. Segundo a acusação, além de confundirem Gefferson com outro homem e atirarem contra o empresário, também adulteram a cena do crime, plantando uma arma, que afirmaram ter sido usada pela vítima. O fato ocorreu no dia 16 de março deste ano. Os agentes alegam ter se deparado com um veículo em atitude suspeita e com um suspeito armado. Teria ocorrido reação e os policiais atingiram o motorista, que teria sido socorrido, mas morreu em seguida. A família do empresário nega a versão e diz que ele estava indo buscar o pai, que estava com Covid-19, para levá-lo a um atendimento médico.

On-Line

Temos 57 visitantes e Nenhum membro online

Previsão do Tempo

Facebook

Template Settings
Select color sample for all parameters
Red Green Blue Gray
Background Color
Text Color
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Scroll to top